Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

OCEANO DOS ANJOS

No espaço que há entre o céu e a terra existe um vão, e a imaginação percorre por vago caminho até encontrar um anjo ferido...
Anjo vagabundo...
Anjo triste e amargurado que morreu com as asas quebradas
Não pôde ficar sozinho e voa junto aos pássaros
Não pôde ir para o mar, e nadou na fonte cristalina das nuvens carregadas...
Precisou pensar um pouco, e sozinho descobriu que se pode ter muitas coisas
E muita coisa não precisa ter...
Disseram que o mar havia secado e foi lá verificar
Viu que o mar é enorme e as águas que lá possui são infinitas
Mas não é impossível que o sequem,
Não é impossível que morra de sede
E sabe do mais, não podemos esperar...
Um dia água será como ouro e
Somente os poderosos e ricos poderão matar a sua sede...
Apesar do mar ser salgado
Apesar de que somente a água doce nos sirva
Veremos o que pode acontecer
E tomara que não aconteça o pior, pois
Nossos olhos não poderão enxergar o clarão da seca
Nossas  gargantas  serão um deserto
O oceano estará morto e os Anjos chorarão.
Damaso
Enviado por Damaso em 27/07/2006
Código do texto: T203374
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Damaso
Rio Manso - Minas Gerais - Brasil, 34 anos
326 textos (17040 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 10/12/16 20:34)
Damaso