Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Não tente entender...

Tu já contastes as estrelas do céu?
Já medistes as águas dos oceanos?
Assim é o meu bem querer
Não tem tamanho nem véu
Está entregue e sem planos
Mesmo que não saibas o que fazer
O tens como oferta única e intransferível
Não me perguntes, nem tente entender
Meu coração, meu vulcão
Para ele tudo é possível
Até o inimaginável
Me guardo no meu porão
De ilusões perdidas
Me escondendo da paixão invejável
Que te arranca tantos suspiros
Fio as minhas horas e segundos
Em tramas bem medidas
Não terás minhas visitas
Nem minhas falas roucas
Apenas um querer profundo
Que há de se calar
Diluir-se em falas poucas
Consumir-se em lágrimas fugidias
No vagar das noites
No silêncio dos meus pesares
Dos meu poetares
Não procure entender
Razões que só cabem na alma
De uma mulher
Que sabe o que quer
E porque quer
E quando invadida sem trauma
Prepara o leito
Se banha e se perfuma com calma
Aquece no peito
O amor que acalenta
E aguarda amorosa
Não pelo amor que não vai chegar
Pelo sonho que alimenta
Angélica Teresa Almstadter
Enviado por Angélica Teresa Almstadter em 28/05/2005
Código do texto: T20339

Copyright © 2005. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Angélica Teresa Almstadter
Campinas - São Paulo - Brasil, 62 anos
1054 textos (55640 leituras)
25 áudios (3274 audições)
1 e-livros (247 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 09/12/16 19:42)
Angélica Teresa Almstadter