Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Desesperança

Quem me vestiu nessa pele, por certo,
Não me perguntou o quanto eu queria,
De tempo e de agonia nesse mundo incerto,
Assim, quando não mais gozo da alegria,
Da juventude despreocupada em risos largos,
Do abraço consentido e silencioso,
Me pergunto: Até quando esse farrapo serei?
Se não me visita, nem em momentos parcos;
O carinho de um beijo amoroso,
Nesse trono, que há muito não tem rei?
Conservo intactos, os sonhos meus,
Já sem promessas e sem desfechos;
E como o amigo, pergunto a Deus:
Quando é que me buscas? Que seja em breve.
Já me desfiz de tantos apetrechos,
Me preparo a cada dia, leve...
Angélica Teresa Almstadter
Enviado por Angélica Teresa Almstadter em 28/05/2005
Código do texto: T20357

Copyright © 2005. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Angélica Teresa Almstadter
Campinas - São Paulo - Brasil, 62 anos
1054 textos (55643 leituras)
25 áudios (3274 audições)
1 e-livros (247 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 10/12/16 07:32)
Angélica Teresa Almstadter