Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

CANÇÃO PARA A NOITE FUNDA

Eu já nem era solene,
os coturnos dos soldaldos fremem,
fúria que se espraia
pela noite.

Comigo tudo bem, moro no tempo,
contratempo, contraponto, contramarcha;
estrelas cancerosas
aproximam-se angustiadas.

Trovões sem nuvens,
alguns relâmpagos (tempo excelente).
Ruas malfeitas, mal-iluminadas,
ruas que já não posso andar.
Enzo Carlo Barrocco
Enviado por Enzo Carlo Barrocco em 28/07/2006
Reeditado em 28/07/2006
Código do texto: T203989
Classificação de conteúdo: seguro
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Enzo Carlo Barrocco
Belém - Pará - Brasil, 56 anos
733 textos (134412 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 07/12/16 06:48)
Enzo Carlo Barrocco