Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Faça Valer!

O juncado a lhe cobrir a testa
A emanada luz dos raios nobres
O firmamento a lhe garantir a fresta
A ambigüidade a não nos soltar pobres
O circo e o pão que nos rege nesta
Faça valer cada grão de milho desperdiçado...
Faça valer, faça valer!

O velejado mar de alma de areia cinzenta
A verossimilhança fincada em nós
A areia cinzenta do mar que venta
A feia cara dos sóis, enlameadas de pós
Um pôr do sol que de vaidade aventa
Faça valer cada louro centavo empregado...
Faça valer, faça valer!

Faça valer os postes a iluminar pensamentos
As coisas da vida, intempestivos sentimentos
Os pensamentos que os postes alumiam com os ventos
O cavalo no campo, a vitória amazônica, atentos
No vão fugidio das horas, nos quedes momentos
Os poetas de passagem pela história, teus alentos...
Faça valer, faça valer!

Make it count, como rezam americanos
Soltas feras que digladiamos, nos panos
Faça valer o furo da espora, o doce da amora
O amargo do doce, a prece da hora
Faça valer o tédio, ao toque da espora
A beleza cimentada em teu rosto, o almoço
O sono, o poetizar, até o osso...
Faça valer, faça valer!
Cesar Poletto
Enviado por Cesar Poletto em 29/07/2006
Reeditado em 29/07/2006
Código do texto: T204459

Copyright © 2006. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Cesar Poletto
Piracicaba - São Paulo - Brasil
730 textos (34085 leituras)
1 e-livros (247 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 03/12/16 08:06)
Cesar Poletto

Site do Escritor