Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Tem Um Morto na Minha Página

Tem diabruras em minha
página,
tem osciloscópio de
aventura,
percorrendo minhas
letras.Mas lá não vejo rainhas !

Tem razina doce em minhas letras,
tem forma e figuração,
tem até acentuação.
Mas, cá vou dizer:
nada tenho a haver com esses
dispersos e cálidos ranzões.
Tenho apenas suspeitas!

É que cada vez que escrevo
surge algo estranho
na minha página.

Ora são desdentados fantasmas,
ora, ouriços espirituais,
que nada me me tem a dizer,
só por justaposição,ou por carreira,
já que de rezas estou longe,
pois desde os cinco anos,
quando ,por distração,
perdi meu primeiro grande amor:
minha fiel camareira!

Tem coisas me rondando
como cisco no olho,
como disfarce de guerra,
com todo mundo pintado
prá morrer andando.

Tem coisa, meu amigo,
tem coisa,
além da imaginação,
que me surpreende de medo
e faz com que eu me esconda
nas próprias letras.

Mas, veja lá:
até as letras estão
contra mim:
se escrevo, sai ao contrário,
se tento novamente,
sai borrado
feito um paredão pichado.

Acreditem ou não,
meus amores atuais,
ou aqueles nascentes:
hoje há algo estranho
em minha página
e não é asma!

Prá dizer a verdade,sem lástima,
já que o medo me toma,
acho, sinceramente,
que tem um morto em minha página !

José Kappel
Enviado por José Kappel em 29/07/2006
Código do texto: T204496
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
José Kappel
Nova Friburgo - Rio de Janeiro - Brasil
2147 textos (26784 leituras)
1 e-livros (125 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 08/12/16 08:04)
José Kappel