Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

O CANTO DO MAR

THE  SONG  OF  THE  SEAS !
 
                            (O Canto do Mar)
I crossed, without being mired
(Eu atravessei, sem ficar encalhado)
 
Dante's Aqueronte river
(O rio Aqueronte de Dante)
 
And, naturally, I've got tired
(E, naturalmente fiquei cansado)
 
Of Rowing and Rhyming without a quiver.
(De remar e rimar sem me queixar)
 
I grabbed the Oar
(Eu apanhei o Remo)
 
And went around the World
(E fui pelo mundo afóra)
 
From Village to Village without a roar
(De vila em vila sem estardalhaço)
 
Looking for people Young and Old. .
(procurando por pessôas moças e velhas)
 
Who had no idea of sorts
(Que não tinham a menor idéia)
 
Of what an Oar could do.
(Do que um Remo podia fazer)
 
I grew bad sores without retorts
(Fiquei com muitas feridas sem me queixar)
 
And blisters on my feet too . . .
(E bôlhas nos pés tambem)
 
Going aimlessly around
(Indo assim ao léo)
 
I would ask: "What is this?"
Eu perguntava: "O que é isso?"
 
-'Tis an Oar, they'd answer without rebound,
(É um Remo eles respondian sem retrucar)
 
Equating sorenesses with obvious bliss!
(Igualando feridas com óbvias bençãos)
 
So, bearing the Oar,
(Então, segurando o Remo)
 
And with terrible blisters,
(E com Bôlhas terríveis)
 
I arrived at ATLANTIS of famed lore,
(Eu cheguei em ATLANTIS de fama histórica)
 
Submersed and devasted as by thousand twisters.
(Submersa e devastada  por milhares de Tornados)
 
And I asked the beautiful Muse:
(E aí eu pertuntei à Linda Musa)
 
"Do you know what this is?
(Você sabe o que é isso?)
 
The answer: "A lute for playing. Is there a better use?
(A resposta: Um alaude para tocar. Existe melhor uso?)
 
It is neither for Rhyming nor for Rowing, said Sis. . "
(Não é nem para Rimar nem para Remar, disse ela. . )
 
Because I did not know how to cry,
(Porque eu não sabia como chorar)
 
With blisters stinging my hands like thousand bees,
(Com bôlhas doendo nas mãos como picadas de mil abelhas)
 
I Played on my Oar  a very dear Lulaby :
(Eu toquei no meu Remo uma linda canção)
 
" The Song of the Seas. . "
 
(A " Canção do Mar " . . )
                     
         DON ANTONIO MARAGNO LACERDA
           Prêmio  Unesco/copyright.
www.jornaldosmunicipios.go.to
JORNALDOSMUNICIPIOS@IG.COM.BR
DON ANTONIO MARAGNO LACERDA
Enviado por DON ANTONIO MARAGNO LACERDA em 28/05/2005
Código do texto: T20454
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
DON ANTONIO MARAGNO LACERDA
Campinas - São Paulo - Brasil, 79 anos
55 textos (2587 leituras)
2 e-livros (95 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 07/12/16 08:44)
DON ANTONIO MARAGNO LACERDA