Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Poesia de Bolso 42 ( Homo sapiens )

Ver a vida em seu deflúvio.
O crepúsculo da raça
Boiando lenta
Em águas pardas que fermentam
O mosto ácido das conquistas.
No rosto desfigurado da espécie
Esperanças que escorrem
Pelos ralos e gargalos
De sua origem perdida...
Aldo Guerra
Enviado por Aldo Guerra em 29/07/2006
Reeditado em 29/07/2006
Código do texto: T204541
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Aldo Guerra
Rio das Ostras - Rio de Janeiro - Brasil, 60 anos
296 textos (26100 leituras)
3 áudios (490 audições)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 08/12/16 08:32)
Aldo Guerra