Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

AQUELA QUE SOU, SEM EXPLICAR(Amor em construção)

Não busco um amor
que exista fora de mim,
voltado a quem quer que seja.
Não busco um amor
que me possua,
algo que me enlouqueça,
um amor que apenas deseja.
O que busco é bem mais simples,
mais tranqüilo, mais terreno,
apenas um amor que seja.
Que tenha muito de sereno,
gota de orvalho na manhã que se enseja.
Um amor pelo que sou.
Que, me amando,
permita que eu me seja,
que me saiba e me aceite,
e que por isso não perca a paz,
nem se incomode.
Um amor que ousando, pode.
O que busco não está em ninguém,
tampouco em lugar algum.
Que sendo muito, é um.
Vou construindo este amor cá dentro,
me amando assim, confusa,
janelas às vezes escancaradas,
luminosidade profusa...
Outras tantas com cantos escuros,
onde eu mesma não sei o que há.
O que ando a construir
é um amor em que me faço
e ninguém pode me dar.
Construção solitária de mim mesma,
um derrubar velhos muros,
erguer novos aposentos,
abrir janelas em paredes sólidas,
portas para novos momentos,
abrir espaços exclusivos
para paz e serenidade,
e por que não?
Um pouco de egoísmo,
que é como todos chamam
aqueles que a si se amam,
um não viver ora no vale,
ora no abismo...
Não me interessam grandes emoções e sobressaltos,
nada quero com o amor que nos toma de assalto,
que nos põe esfacelados, catacando cacos da gente.
Nada quero com algo que me possua,
tudo que quero é um amor que me permita
ser minha própria dona, senhora.
Não quero amor de sonho, de poesia, pra voar.
Quero um amor terreno, chão onde eu possa pisar,
caminhar a passos seguros, certos.
Quero paz, quero os pés na terra.
Sonhos que sejam projetos.
Este amor existe e eu sei onde ele está.
Dentro de mim, diante de mim,
da vontade de ser
aquela que sou, sem explicar.
Débora Denadai
Enviado por Débora Denadai em 28/05/2005
Código do texto: T20478

Copyright © 2005. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Débora Denadai
Caracas - Distrito Federal - Venezuela, 54 anos
722 textos (154011 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 03/12/16 09:54)
Débora Denadai