Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

A FOME DO HOMEM

Quanta gente vive
jogada à própria sorte
sem ter o que fazer!
Nem se pode dizer:
trabalha preguiçoso!
trabalho não se vê.
É de mais a fome
do homem que não
consome:
fera tocaiada
de garras empalmadas
esperando a presa
cruzar à sua frente,
um sobrevivente- voraz!
Nunca vale a pena
tirar de quem não tem
mal pode caminhar,
pois a nossa terra
é cheia de ladrões
que tiram nosso pão!
A espera é muito longa
a paciência nos consome;
conversa não se como
promessa não mata  fome;
o homem então se assume
ou o futuro não de presume;
rato tem mau costume
não pode viver impune
porque o homem que trabalha
pra sustentar o corpo
só pode se queixar:
o que ganha é pouco
paga pra trabalhar!
Zecar
Enviado por Zecar em 29/05/2005
Código do texto: T20515
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Zecar
Rio de Janeiro - Rio de Janeiro - Brasil
249 textos (20142 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 02/12/16 22:46)
Zecar