Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Sertão.




Sertanejos...
Seus mil crepúsculos
Céu de fogo
Noite que vem acesa
Moda de viola
Prosa regional
Cantoria de alegria
Adversos ao tempo
Que não chove
Nem deixa chover
As marcas da vida
No sertão desigual
Coração que não chora
Luta forte
E o tempo seco
Só com esperanças
Imperfeito seria
Se na flor de sertão
Buscasse o contrário
Do amor daqueles sertanejos
Que na seca terra
Mesmo na terra seca
Amam o pedacinho de chão
Cheios de ilusões
Onde permanecem
Perdidos para o mundo
Talvez sem razão.
Condor Azul
Enviado por Condor Azul em 30/07/2006
Código do texto: T205228
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Condor Azul
Rio de Janeiro - Rio de Janeiro - Brasil, 54 anos
722 textos (26302 leituras)
1 áudios (175 audições)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 07/12/16 11:13)
Condor Azul