Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Decair do dia

Foi-se o dia, chegou a noite.
Noite tenebrosa e chuvosa
Sem estrelas e nem lua.
Noite sombria e fria
Como minha própria existência.

Estou acompanhado por uma luz,
Mas como que por magia
Vou mergulhando mais e mais
No seio da densa treva
E me distanciando desta pequena chama..

Penetro mais e mais
E vejo ao longe desaparecer a chama.
Perco-me na escuridão
E pareço não me importar,
Pois por mais que eu tente negar,
Minha existência é sombria e fria.

É meu coração
Como de Aquiles o calcanhar,
Ou talvez seja pior
Pois é a boca do abismo, negro abismo,
Onde me encontro mergulhado
Sem nunca chegar ao fim.
BJ Duarte
Enviado por BJ Duarte em 31/07/2006
Código do texto: T205769
Classificação de conteúdo: seguro

Copyright © 2006. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
BJ Duarte
São Gabriel do Oeste - Mato Grosso do Sul - Brasil, 49 anos
69 textos (101946 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 08/12/16 13:01)
BJ Duarte