Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Caminhando e Não Chegando

Hoje quero ouvir o tempo
que remaneja no obreiro
de sua ânsia.

Quero me perder e
me vergastar, atônito,
pela multidão
cujo sobrenome
é anglo-saxão.

Quero um espírito cantado
em prosa e verso,
para mediar meu pequeno
desejo de ansiedades
que só ofega premente.

Quero participar da festa
que os anjos hoje fazem
para o espírito cansado
sobrevoado de vivazes cores.

Hoje quero pertencer
às águas mansas de
seu córrego,
navegar pelos seios
amados,
e escorrer lembranças
da terra sempre semeada.

Hoje também quero esquecer
que um dia houve
um dia,e trouxe
e outro dia,que se negou.

Assim, como mágica
de circo,
que entorpece os sentidos,
faz você acreditar
no que não vêm jamais,
no que nunca partirá,
no que nunca chegou
e viajou,devasso,
prás casas das senhoras
de Joanas.

Se tudo foi tão bom,
agora também, é por bem
esquecer.

Duas vidas não dão certo
se uma quer o que a outra não tem,
e se a outra tem demais e não oferece
o seu jarro mágico de flores.

Dar e receber é o que
quero hoje,
sem fazer quadro,
sem pestanejar pinturas
ou esquadrinhar versos de ontem.

Se tudo morreu foi
por querer sobreviver demais.
José Kappel
Enviado por José Kappel em 31/07/2006
Código do texto: T205808
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
José Kappel
Nova Friburgo - Rio de Janeiro - Brasil
2147 textos (26781 leituras)
1 e-livros (125 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 04/12/16 20:34)
José Kappel