Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Mania de Perder

Tão difícil como decidir,
tão ferido como
não achar:
tão perfeito em perder
tão lascivo ao arder!

Se tem nome é amor,
se tem vez é
consequência,
se tem voz,
tem febre,
conceitos não faltam,
tudo prá dizer:
vou partir,
vou partir em breve,
vou deixar a pêssega e as
aladas!

Se pombos arrulhavam
no porto, era a saída,
e o vôo do desespero; era capricho
e valentia,
tudo isso para deixar
o que sequer nem começou.

Se há o porto,
há o calafrio, depois a febre e o
delírio que cobre de farpas
o coração magoado.

Se partiu, deixa prá lá,
foi tocando oito semibreves -
aquela canção
dos desamores.

Se partiu, deixa prá lá,
um dia, acho um pedaço
de sua lembrança
em meu coração;
hoje uma amora-da-mata,
amanhã,acho,
um toque diferente
nas coisas que dizem ser
de amor.

Se perdi, fui prá lá.
Onde o mar esconde as ondas,
mas não esconde a vontade de amar !
José Kappel
Enviado por José Kappel em 31/07/2006
Código do texto: T205812
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
José Kappel
Nova Friburgo - Rio de Janeiro - Brasil
2147 textos (26782 leituras)
1 e-livros (125 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 05/12/16 14:50)
José Kappel