Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Despedida

Quando  me for...e ficar a saudade...
que ela nao seja dorida pela falta áqueles para quem algo fui, mas sim, feliz, pela certeza que nao parti de todo;
Quando se fizer a tristeza pela ausencia sentida...
que breve seja substituída pela esperança advinda da crença no reencontro.
Quando a lágrima se fizer presente ao traduzir a dor de uma lembrança
possa a recordação evocar o que de bom existiu, e, mudar o pranto em sauve reminiscência...
mas que nao fiquem olvidados os momentos do erro, da falta,
de magoas...pois com esses e por esses é que foi possivel o acerto, o aprender a sabedoria do viver e do buscar a verdadeira Vida!
Quando tudo enfim for saudade e lembrança, e o tempo
tornar esmaecida a dor e o pranto...
que brotem as sementes, deixadas por quem partiu sem ir-se no entanto!
E a frutificação e a colheita sejam dos que a ela tenham direito, e o dever portanto...de perpetuar a VIda e o que dela for eterno...
( a semeadura do coração brota n'alma florescendo com o passar das eras no Infinito.)
Quando eu me for...
que o germinar das sementes que espalhei sejam testemunho
que fica do finito que fui, e do Infinito que vivenciei...compartilhei...
que nao tenha sido em vão...quando eu me for, porque AMEI.
Liane Furiatti
Enviado por Liane Furiatti em 31/07/2006
Reeditado em 20/01/2009
Código do texto: T205996
Classificação de conteúdo: seguro

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original. Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Sobre a autora
Liane Furiatti
Curitiba - Paraná - Brasil
776 textos (34958 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 11/12/16 12:04)
Liane Furiatti