Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Maldita

Oh mulher maldita,
Vivo em constante tormento,
Minha vida tornou-se um inferno
Desde eu te conheci.

Do inferno de meus sofrimentos
Grita em desespero minh’alma
E te amaldiçoa, oh maldita,
Pois destruíste minha vida.

Um gosto terrível de morte
Domina o meu paladar.
És,oh maldita, a única culpada,
Sou agora um mísero diabo.

Na cegueira de minha paixão
Ainda restam-me uma luz de esperança.
Hei de ver-te na vida desgraçada
E em agonia clamando por mim.

Só que será tarde,
Oh mulher maldita,
Sofrerás o que sofro
E morrerás agonizada.

Por sorte, oh maldita,
Ainda tenho a luz, amiga intima
A qual me dá coragem para lutar
E animo para continuar vivendo.
BJ Duarte
Enviado por BJ Duarte em 01/08/2006
Código do texto: T206503
Classificação de conteúdo: seguro

Copyright © 2006. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
BJ Duarte
São Gabriel do Oeste - Mato Grosso do Sul - Brasil, 49 anos
69 textos (101957 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 09/12/16 21:20)
BJ Duarte