Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

TROMBETA LÍRICA

A quem interessou veicular tão descabida potoca:
-- OS POETAS ESTÃO MORTOS--
Se vampirizaram nossas veias e zumbizaram nossos corpos.

A quem competiu proferir tamanha infâmia:
-- A POESIA NÃO TEM VIDA--
Se a mocinha vive saudavelmente fantasmecida.

Quem praguejou com veneno de língua de sogra:
-- AS ESTROFES NÃO GOZAM DE BOA SAÚDE--
Se ontem ajudei carregar seus ataúdes.

Quem alardeou nos corredores da U.T.I:
-- OS VERSOS ESTÃO DESFALECIDOS--
Se esses moços são imunes a esse mal antigo.

Quem colunou calúnias sociais:
--AS RIMAS SÃO POBRES--
Se todas desposaram moços nobres.

Quem panfletou nos muros da Capital:
--O POETAR NÃO TEM GUARIDA--
Se fez morada no meu peito, tatuado em carne viva.
Antonio Virgilio Andrade
Enviado por Antonio Virgilio Andrade em 30/05/2005
Código do texto: T20802
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Antonio Virgilio Andrade
Riacho Fundo - Distrito Federal - Brasil
152 textos (16228 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 08/12/16 14:26)
Antonio Virgilio Andrade