Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

O Poeta não teme a Noite

O Poeta não teme a “Noite”.
=====================ErdoBastos

Te entitulas “Noite”
E vens me falar de ousadias?
Precisas que o escuro te acoite
pra falares sobre os meus dias?

Eu não temo me mostrar.
Daí minhas ousadias.
Conte o que tiveres pra contar.
Tu, que mais dizes que sabias.

Sabes de mim muito mais
E eu nada sei de ti
Te escondes, ficas atrás
Esperando a hora de agir

Pra então lançares teu veneno
com a língua do anonimato
a  qual falas desde pequeno.
És apenas ovo,  és menos que pato!

Fazes tanta sujeira quanto
Se já fosses um pato adulto
Escondido atrás deste manto
Porque és só um pato estulto.

“Noite”, a mim não amedrontas
com tuas ameaças de assustar menina.
Não temo o dedo que tu me apontas!
Vá ver se eu estou lá na esquina!


ErdoBastos
Enviado por ErdoBastos em 04/08/2006
Código do texto: T208705

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original. Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
ErdoBastos
Porto Alegre - Rio Grande do Sul - Brasil, 61 anos
789 textos (36905 leituras)
2 áudios (124 audições)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 08/12/16 20:36)
ErdoBastos