Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto
ALMA ERRANTE



Teimo em não me curvar aos teus caprichos...
Cismo em não atender aos teus apelos...
Mais pelo receio de um passado insano,
Do que pela vontade que me arde o ser...


Choro – E no riso tenho o meu disfarce.
Canto – E tudo se embriaga de um lamento triste.
Grito – E um eco sufocado me dilacera o peito.
Morro – E vago alma errante se você existe.
Cosme Belizário
Enviado por Cosme Belizário em 04/08/2006
Reeditado em 21/10/2006
Código do texto: T208974
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Cosme Belizário
Rio de Janeiro - Rio de Janeiro - Brasil
98 textos (3390 leituras)
1 e-livros (83 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 04/12/16 18:41)