Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

METAMORFOSE

Que me importa, a mim, que eu morra
e algum verme me corroa
se não mais estou presente?
Ali dorme a massa informe
que cobriu meu corpo em vida.
O eu real está ausente,
voa longe, em liberdade,
consciente além das grades
do cárcere que, então, o prendiam.

Na dura metamorfose
o seu brilho luminoso
expandiu-se generoso,
e subiu alto no espaço:
pintou cores, riscou traços
e num rasgo de loucura,
sublimando a própria espécie,
misturou-se à luz da lua
e fez o dia que amanhece.
HLuna
Enviado por HLuna em 05/08/2006
Código do texto: T209651
Classificação de conteúdo: seguro

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (http://recantodasletras.uol.com.br/autores/helenaluna). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
HLuna
Fortaleza - Ceará - Brasil
9350 textos (235826 leituras)
15 e-livros (905 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 09/12/16 00:08)
HLuna