Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Enígma (2)



Expressão misteriosa
Que guarda segredo em seu olhar
Retrata a angustia desastrosa
De quem há muito deixou de amar

Os lábios cerrados ressequidos
Isentos de qualquer emoção
Sem vestígios dos beijos recebidos
Silenciam cada grito de ilusão

Olhos carregados de rancor
Inspiram-me ternura e piedade
A Alma agoniza em desamor
E se vê condenada à insanidade

Vulto sombrio e assustador
Que a vida já não mais alcança
Esquece que sua essência é puro amor
Pois há muito desistiu da esperança.

Medo, desespero, agonia
Tristeza, loucura e tormento
Sua face se transforma em poesia
E o poeta... Em seu sofrimento!



Priscila de Loureiro Coelho
Enviado por Priscila de Loureiro Coelho em 05/08/2006
Código do texto: T209897
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Priscila de Loureiro Coelho
Jacareí - São Paulo - Brasil, 65 anos
1286 textos (215237 leituras)
1 e-livros (148 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 10/12/16 13:00)
Priscila de Loureiro Coelho