Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Atum a Simbah!

Sentou o pé na sorte, gripe na testa,
Laranja, limão, mel, alho, até cachaça,
Todo olho que espia a transgressão,
Virou as costas para o sagrado, feitio,
Bateu cabeça com o científico, réstia,
Imolar o cabo para tratar esperanças,
Provençal é o engodo, grita a crítica,
“Olhai para mais lírios nos campos”,
Água pesada batendo pelas bundas,
Pelanca sobressalente, vacas profanas,
Visto de entrada barrado, demanda grossa,
Tem uma filha linda, mas muito pouco juízo,
Faróis baixos, peito bicudo, roda saliente,
Não escolheu direito as cores, rouparia,
Vestiu o que tinha, perdeu o que não viu,
Saindo de lado no oposto da vida útil,
Atravessou a rua chamando a atenção,
Caiu o preço na bolsa, crise nos aéreos,
Encostou-se no carro, dupla na moto, assalto,
Chorou o resto da noite pela falta de sorte!

Peixão89
Peixão
Enviado por Peixão em 06/08/2006
Código do texto: T210414
Classificação de conteúdo: seguro
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Peixão
Santo André - São Paulo - Brasil, 57 anos
3231 textos (120252 leituras)
1 e-livros (241 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 08/12/16 00:21)
Peixão