Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Dimensões

Ó tu, que habitas os meus sonhos,
Quando chegarás?...
Por entre as nuvens do tempo,
Continuo te esperando.
Tua ausência foi este vazio,
Teu não-ser, esta desesperança!
Tudo é falta:
Dos dias que não vivemos,
Dos sorrisos-lágrimas
Que não sulcaram as nossas faces!...
Que nome tens
E por que tanto te demoras,
Ó tu, nascida e tantas vezes renascida
Dos meus imensos devaneios?...
Sofro a ânsia de materialização
Desse vulto, às vezes nítido, às vezes vago...
Pois o tempo-sonho já está se consumindo.

Dobrando da vida a próxima esquina,
Talvez – quem o sabe?...
Tu, nessa mulher,
Que decodifica, fremente,
A mensagem do meu olhar,
Já tenhas chegado!



Copyrigh© 1994 by Antonio Maria Santiago Cabral
Antonio Maria S Cabral
Enviado por Antonio Maria S Cabral em 06/08/2006
Reeditado em 26/05/2014
Código do texto: T210631
Classificação de conteúdo: seguro

Copyright © 2006. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Antonio Maria S Cabral
São Luís - Maranhão - Brasil
1271 textos (155691 leituras)
1 e-livros (286 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 04/12/16 02:18)
Antonio Maria S Cabral