Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Eu Sou Aquela...

Eu sou aquela
Que parece um vulcão
Que tem nos olhos as cores da aquarela
E um corpo que vive em erupção

Eu sou aquela
Que te chama de meu homem
Que faz cena e você nem dá trela
Sou aquela que a chama consome

Sou aquela que ama
Que canta esse amor
Aquela que aos outros espanta
Com o meu despudor

Sou aquela que quero você
Largado em minha cama
Lambuzando-me com um doce
Que aos poucos derrama

Sou aquela sem preconceitos
Que dá vida só quer o melhor
Sentindo você entre os seios
Num êxtase cada vez maior

Sou aquela que quer acordar ao seu lado
Mesmo não tendo dormido um minuto sequer
Sentindo seu coração descompassado
De tanto me ter como mulher

Sou aquela que te conhece pelo avesso
Que sabe de tudo o que você gosta
Aquela que te chama menino travesso
Quando com fome de amor em mim encosta

Sou aquela que capaz de tudo
E nem sequer se importa
Com o que pense o mundo
Desde que você esteja atrás da minha porta

Meu nome não interessa
Sou aquela que te faz tremer
Agora só quero sem pressa
Sentir de novo aquele prazer

Sabe que eu sou?
Ou não precisa saber?
Sou aquela que me dou
Chamam-me
Menina...
Mulher...
Querer...

LoucaporPoesia
Enviado por LoucaporPoesia em 07/08/2006
Código do texto: T210766

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (LoucaporPoesia). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
LoucaporPoesia
Casimiro de Abreu - Rio de Janeiro - Brasil, 53 anos
524 textos (104803 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 10/12/16 05:31)
LoucaporPoesia