Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

ADAPTAÇÃO:- (ensaio de simetria)

A MEDIDA DO ABISMO
(Vinícius de Moraes)

Não é o grito
A medida do abismo?
Por isso que eu grito
Sempre que cismo
Sobre tua vida
Tão louca e errada...
- Que grito inútil!
- Que imenso nada!

-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-

(ensaio de simetria)
ADAPTAÇÃO:-
(Lourenço de Oliveira-)

A MEDIDA DO ABISMO
(formatar com tipo Courier New,
para ver o resultado –
versos com dezenove espaços)

Seria mesmo o grito
A medida do abismo?

Solto minha medida,
Sempre que eu cismo
Sobre esta tua vida
Tão louca e errada;

Que grito inútil...
Mede o imenso nada!

13/07/1996
(dia 21/07/96 meu pai morreria...)
Lourenço Oliveira e Vinícius de Moraes
Enviado por Lourenço Oliveira em 07/08/2006
Reeditado em 18/11/2011
Código do texto: T211333
Classificação de conteúdo: seguro

Copyright © 2006. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Lourenço Oliveira
Salesópolis - São Paulo - Brasil
1277 textos (109588 leituras)
23 e-livros (1393 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 02/12/16 20:46)
Lourenço Oliveira