Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Corta o Aço

Fantasmas da meia-noite -
bruma rumo da alma inquieta -
amedronta meu sonho,
sem tijelas de alpagirras.

Moiçola de tantos anos,
danço no empiezo da vida,
sem ato, sem laço,
vivo no ralo
sem voltas,
sem idas.

Hoje não quero sermão.
Se o aço corta,
corta meu passo,
e só vejo você em
sonhos,
lá,bem dispersos
onde nem reis
lá são seus donos
e rainhas vivem pomos
de solidão!

Corta o aço da vida!
E, mesmo de longe,
me abraça!
José Kappel
Enviado por José Kappel em 08/08/2006
Código do texto: T211743
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
José Kappel
Nova Friburgo - Rio de Janeiro - Brasil
2147 textos (26778 leituras)
1 e-livros (125 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 03/12/16 09:46)
José Kappel