Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Mea Culpa.


Por tua culpa, mulher,
Sou réu em potencial.
E sem sofisma, confesso:
Quero roubar o sol do teu olhar
Para, com ele,
Iluminar as sombras do meu caminho.

Quero roubar a doçura do teu sorriso
Para, com ele,
Suavizar a escarpa do meu destino.
Quero roubar o calor sensual do teu corpo,
Para, com ele,
Construir a minha cálida fonte de prazer.
Quero roubar a volúpia do teu encanto,
Para engolfar-me de vez
Nos mistérios e segredos do teu ser...

Se deixares, roubarei a tua alma
Para escravizar a tua vontade,
Nesta vida e por todos os séculos e séculos, assim seja...

Sou réu confesso
E só aguardo uma pena:
Ser encarcerado
Na prisão dourada do teu amor!...



Antonio Maria S Cabral
Enviado por Antonio Maria S Cabral em 08/08/2006
Reeditado em 27/01/2010
Código do texto: T212028
Classificação de conteúdo: seguro

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original ("Você deve citar a autoria de Antonio Maria Santiago Cabral e o site wwwrecantodasletras.uol.com.br/autores/antoniomaria"). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Antonio Maria S Cabral
São Luís - Maranhão - Brasil
1271 textos (155716 leituras)
1 e-livros (286 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 08/12/16 10:13)
Antonio Maria S Cabral