Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

APENAS EU

Sou eu que aqui escrevo
Sou eu que me atrevo
A escrever este verso
Quando meu universo
Fraqueja ante a tristeza

Sou eu poeta de não muita certeza
Que sabe do mundo a beleza
Que vê no cotidiano a dor

Sou eu que ao plantar a flor
Tem a clareza dela simbolizar amor

Sou eu que procuro entre os meus
Dar amor, carinho e respeito...
Sou eu que amanheço nos braços teus
E desafogo a aflição em teu peito

Sou eu que luto pela vida diária
Tentando dar o bom exemplo
Sou que sou santa e ordinária
Sou eu que invado teu templo

Sou eu um pouco de tudo
Um tudo e um nada
Um raio de sol, um soneto mudo...
Uma brisa fresca da madrugada...
Denise Severgnini
Enviado por Denise Severgnini em 09/08/2006
Código do texto: T212814

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, criar obras derivadas, desde que seja dado crédito ao autor original (Denise de Souza Severgnini http://www.denisesevergnini.recantodasletras.com.br) e as obras derivadas sejam compartilhadas pela mesma licença. Você não pode fazer uso comercial desta obra.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Denise Severgnini
Novo Hamburgo - Rio Grande do Sul - Brasil, 57 anos
11345 textos (916774 leituras)
16 áudios (8882 audições)
311 e-livros (34110 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 11/12/16 06:09)
Denise Severgnini