Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Natureza Harmônica

O sopro balança ocioso vento
À sombra deste, descansa o gelo na cal
Obcônico grunhindo badaladas de sal
O preço paga o iguanídeo sedento.

Força que alqueiva terra deslizante
Nas gotas de orvalho, moribundo furão
Pelos pecados, poder de humano são
Céus enfurecidos no ósculo cessante.

Lareira queima de fumaça a ternura
O estro doloroso ápice jura
Não viu mais iguana à frescura
Nem coelho de cujo furão amura.

A natureza é assim:
Se a tampa não tapa
A lata ajeita a lapa
E tudo se acerta no fim.
Cesar Poletto
Enviado por Cesar Poletto em 09/08/2006
Código do texto: T212825

Copyright © 2006. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Cesar Poletto
Piracicaba - São Paulo - Brasil
732 textos (34308 leituras)
1 e-livros (249 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 25/09/17 21:35)
Cesar Poletto