Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Testamento

Espera...
Não me cale...
Deixa que eu fale,
Vou sim fazer meu testamento
Pois de Deus ganhei o firmamento
A vida...
Os sentimentos.

E você,
Não queira ler meu pensamento
Pra saber o que vou deixar,
Preciso pensar...

Para as crianças,
Deixo a esperança

Para o céu,
Deixo a lua cheia
Que clareia majestosa
Bela e garbosa
Toda existência da Terra.

Para as estrelas,
Deixo os anjos
Para que com elas façam seus versos
Declaração universal de amor
Para todos que habitam o planeta.

Para a lua,
Deixo a minha gratidão
Por ter sempre iluminado
Minhas noites de solidão.




Para o sol,
Deixo a minha alegria
Por ter sempre me aquecido
Por ter sido um grande amigo.

Para o mar,
Deixo a brisa suave
A melodia terna das ondas
E o horizonte de fundo.

Para as árvores
Deixo o orvalho
Que cintila de mil cores
Anunciando o frescor das manhãs.

Para os passarinhos,
Deixo o perfume das flores.
E para as flores,
Deixo os passarinhos cantores.

Para os meus amigos,
Deixo um pouco de mim
Do meu carinho
E do meu existir.

E finalmente
Para os meus filhos amados
Deixo o presente e o futuro
A experiência de vida vivida
E o amor mais puro.

E para minha morte..
Deixo sim,
As lágrimas da despedida.

Campinas/SP
01/06/2005
19.00hs
www.augustaschimidt.prosaeverso.net
Augusta Schimidt
Enviado por Augusta Schimidt em 01/06/2005
Código do texto: T21382

Copyright © 2005. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Livros à venda

Sobre a autora
Augusta Schimidt
Campinas - São Paulo - Brasil, 66 anos
366 textos (532200 leituras)
4 e-livros (6968 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 11/12/16 12:14)
Augusta Schimidt

Site do Escritor