Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Solidão

Solidão
======ErdoBastos

"Minha alma tem o peso da luz. Tem o peso da música. Tem o peso da palavra nunca dita, prestes quem sabe a ser dita. Tem o peso de uma lembrança. Tem o peso de uma saudade. Tem o peso de um olhar. Pesa como pesa uma ausência. E a lágrima que não se chorou. Tem o imaterial peso da solidão no meio de outros."
Clarice Lispector


Minha alma se sente só
Há um vazio persistente...
Minha garganta tem um nó
Tenho a alma fria e inconsistente

O mesmo de sempre me alegra,
Rio, falo, brinco e brindo
Não mostro o que a alma carrega
Deixo todos me verem sorrindo

Sofro com a falta de franqueza
Que passei a reparar agora
Ninguém faz nada com pureza
Parecem ter só o lado de fora

A solidão que me consome
Permite-me introspectar demais
Questiono desde meu próprio nome
Até as coisas mais banais

Sinto fome de respostas sinceras
Que a vida teima em não me dar
Enquanto assisto minhas quimeras
Agonizando por falta de ar

Sufocadas na ânsia dos ignorantes
Que como eu, também não conseguem
Mantê-las vivas, levá-las adiante,
Posto que as dúvidas impedem

Espero, resignado com a espera
Aceito as migalhas do bolo
Pra encher este vazio que impera
Na minha vida de poeta tolo

Que tudo deseja saber e entender
Que reivindica cada sensação
Mas não consegue compreender
Pra que serve a solidão?
ErdoBastos
Enviado por ErdoBastos em 13/08/2006
Reeditado em 13/08/2006
Código do texto: T215262

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original. Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
ErdoBastos
Porto Alegre - Rio Grande do Sul - Brasil, 61 anos
789 textos (36907 leituras)
2 áudios (124 audições)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 09/12/16 21:41)
ErdoBastos