Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Bibliotecas




Os livros fendem
a rotina e a morte
com ácidos de algodão
no sal do açucar

este bébé que tenho nas mãos
chama-se sabedoria

são fluídos do corpo
colhidos na mente

estão de encontro às árvores
na película das pedras


nos raios de sol que demarcam as sombras

os livros estão neste saber
que se cose nos olhos
das alunas e dos professores,
dos leitores,
nas bibliotecas dos prados e das montanhas

no recato dos silêncios dos lugares
nas adegas das salas de leitura


aqui há ácidos doces
e sais ternos
nas nossas mãos pousadas nos dicionários,

.... nos dias...!

Constantino Mendes Alves
Enviado por Constantino Mendes Alves em 13/08/2006
Código do texto: T215318
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Constantino Mendes Alves
Portugal
324 textos (3787 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 06/12/16 04:04)
Constantino Mendes Alves