Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

A PELE DE DENTRO

No morno domingo e o Atlântico em meus poros.
Ouço Ray Lema e vou ao encontro da alegria negra.
Tomado de ritmos, meu coração desonera a Europa em mim.

Como me laça  sôfrega a fusão,
recolho-me entre fuzarcas e danças.

Somos um todo individual.
Somos milhões na unidade.
Somos passageiros dentro da infinitude

de todas as cores.
De todas as marés.
Do quando do bem que faz essa inquietude.

O aflitivo não-entendimento das coisas
refresca-se na sensação de que nunca estarei só.

Travesseiro que  acolho
com o arcabouço do sensível.

Somos todos um só corpo.
Como um velho jeans,
  o mesmo pó.
 
2006
Sítio de Poesia
www.alfredorossetti.com.br
ALFREDO ROSSETTI
Enviado por ALFREDO ROSSETTI em 13/08/2006
Reeditado em 18/08/2006
Código do texto: T215750
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
ALFREDO ROSSETTI
Ribeirão Preto - São Paulo - Brasil, 65 anos
143 textos (2367 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 09/12/16 01:56)
ALFREDO ROSSETTI