Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

mEu mUnDo De Eu'S

Na solidão do poeta louco
Ou na luz do nosso palco
Eu vou contar as glórias
Que não Tive.

Sobre os pés mortos
De um bebê qualquer
Eu também serei vida,
Ainda que sem chama.

Não serei as cinzas
De um fogo
Que ao acaso
Se apagou

Tampouco serei a brisa
Que não sentiste
Ou o céu que não olhaste.

Eu SOU a estrela
Que Tua mão quis tocar
E SOU o corpo que quiseste Ter

Sou o mar que Te banha
E Te mata

A vida que Te liberta
E Te aprisiona

Eu SOU a razão
E a Ignorância

O ato da memória
E do esquecimento.


Dio Lenno
Enviado por Dio Lenno em 14/08/2006
Reeditado em 15/08/2006
Código do texto: T216579

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original. Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Dio Lenno
Macapá - Amapá - Brasil, 31 anos
211 textos (12931 leituras)
3 áudios (311 audições)
1 e-livros (4 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 06/12/16 16:26)
Dio Lenno