Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

O último poema

Hoje lhe escrevo pela última vez um poema
Pra me certificar de tudo que estou vendo.
E tudo enfim se concretizou.

A alegria concretizou-se e morreu.
A dor concretizou-se e expandiu.
Nossa paixão concretizou-se e perdeu.
Minha espera concretizou-se e cansou.
Meu amor foi-se e transformou:
Ódio chamou-se e vingou.
E as palavras faltaram-me e gravaram-se
Naquela tumba dos amores esquecidos.
Que eu ainda não esqueci.

Seu sorriso desfez-se e envelheceu.

Seus olhos fecharam-se e não perceberam
Que algo aqui não mais lhes pertence
Pois esboço um face que ainda sente
Aquilo que foi-se e não lhes disseram.

Por fim restou o prazer da mágoa
E a verdade que nunca me deixou.
Que eu sustente por muito tempo ainda
Esse meu grande ódio sem o menor amor.

Eu até posso saber o que digo.
Mas meu coração...não.


Maria Clara Dunck
Enviado por Maria Clara Dunck em 15/08/2006
Código do texto: T217370

Copyright © 2006. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Maria Clara Dunck
Goiânia - Goiás - Brasil, 30 anos
73 textos (4623 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 03/12/16 14:00)
Maria Clara Dunck