Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

SE EU MORRER AMANHÃ...

Se eu soubesse um dia
que iria morrer amanhã
desde cedo começaria
a preparar minha viagem
de um jeito bem pomposo
que tivesse a minha cara.

De convidados, os amigos,
não os ocasionais,
mas os que sempre estiveram
permanentes, em todo tempo,
caminhando lado a lado.

Aqueles que me cederam seu ombro
para escutar minhas mágoas
os que se tornaram um porto
no atracar minha carcaça.
Aos desafetos o perdão
num esquecimento do mal.

Faria um lauto banquete
regado a cerveja e churrasco.
No fundo, um arretado pagode
formando a alegria geral.

Abraçaria um a um
mostrando agradecimento
selando a grande amizade
que existiu por todo o tempo
da vida que tive na terra
e o seu entendimento.

Nada de choro e nem velas
eu quero na minha partida.
O que foi feito está feito
sem ter arrependimentos.

Quero sair desta vida
da mesma forma que entrei
em cantos de primavera
encerrando uma colheita
que só foi feita pro bem.

Neli Neto
22.11.05
19:57hs-RJ
Neli Neto
Enviado por Neli Neto em 16/08/2006
Código do texto: T217524

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (cite o nome do autor). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Neli Neto
Rio de Janeiro - Rio de Janeiro - Brasil, 64 anos
98 textos (45246 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 03/12/16 18:05)
Neli Neto