Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

(imagem de João  Gomes, www.thousandimages.com)

DEADLINES: ESCOLHA

E se eu te dissesse
que o rio entre minhas pernas
segue caudoloso e quente,
ainda que eu não queira
ou que tu não me tentes?
E se te contasse
que os picos dos meus morros
eriçam-se sem teu contato,
sem mesmo tua lembrança,
que basta um vento, um cheiro,
uma lembrança do olfato?
E se te anunciasse
que já está em andamento,
à revelia de tudo,
ao avesso do espaço e do tempo,
um processo um tanto torto
em que faço um tipo de aborto?
Que alimentando sonhos
sigo abortando-os todos
de tanto fazê-los viver?
Que saciando desejos
vou abortando ensejos
das fomes e do querer?
E se eu te contasse
que conto grão por grão
as areias da ampulheta
e com precisão cirúrgica
vou-me amputando o coração?
Deadline, dead line,
dead lines, dead lies.
Dead or alive?
Choice is not mine.

Débora Denadai
Enviado por Débora Denadai em 17/08/2006
Código do texto: T218948

Copyright © 2006. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Débora Denadai
Caracas - Distrito Federal - Venezuela, 54 anos
722 textos (154011 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 03/12/16 09:57)
Débora Denadai