Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

IN MANUS TUAS, DOMINE...

Estive muito perto de perder a minha crença
o dom mais precioso que minha alma alcança
só a memória daquela chama de cera batismal
quase apagada no vale da noite da indiferença

manteve sempre acesa a chama da esperança
que renovou minha vida de tanta desavença,
separou-me por certo do fracasso existencial
em que malogram os que vivem na descrença.

Para mim, crer sem ver foi se tornando um fardo
e crer para entender uma miragem já tão distante,
que pouco a pouco se dissipou minha confiança.

Agora eu sei, foi o Vento soprando sobre as águas
que guiou-me passo a passo pelo vale das sombras
e trouxe-me de volta ao seio de teu seguro aprisco.

José Luongo da Silveira
Enviado por José Luongo da Silveira em 18/08/2006
Código do texto: T219117
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
José Luongo da Silveira
Santa Maria - Rio Grande do Sul - Brasil
78 textos (1180 leituras)
1 e-livros (50 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 10/12/16 12:45)
José Luongo da Silveira