Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

viagem


 
Na verdade o meu navio não existe,
antes os meus pulsos possuem a força da quilha,
a minha voz a minha vela primária.
As viagens marítimas, que eu percorro,
na verdade são o meu caminho no chão, os
meus mapas a minha alma,
Sei das conquistas pelos teus olhos,
pelo teu cheiro persa nas minhas palavras,
do sal marinho, pela intensidade dos abraços.
Na tua ternura o rumo do novo país,
a terra quente da felicidade.
Embora os escombros da caravela,
acendo o pavio da alegria, porque todos
os que estão e os que foram tenham sido um
propósito,
 
A grande viagem em estafeta, um mundo
tão utópico como o amor que contraio.
 
Haja um final na viagem, procurarei outro desafio.
Constantino Mendes Alves
Enviado por Constantino Mendes Alves em 18/08/2006
Código do texto: T219126
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Constantino Mendes Alves
Portugal
324 textos (3787 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 08/12/16 20:35)
Constantino Mendes Alves