Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Cólera e ternura

Tu, cólera! Trevas do aniquilamento,
Tu, déspota insensível,
Tu que te alimenta e extermina sem te extinguir;
E, logo que chegas, sempre incendeias;
Quem permanece sob tua proteção
Recebe a força do mal.

Ternura que em nós está, tua essência,
A fresta do Mundo com tua divina seiva
Ternura, quem em teu berço adormeceu
E não recebeu a majestosa coragem;
Ternura, quem em teu oceano
Como um pingo não se ergueu?
R J Cardoso
Enviado por R J Cardoso em 18/08/2006
Reeditado em 18/08/2006
Código do texto: T219191
Classificação de conteúdo: seguro
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
R J Cardoso
Rio de Janeiro - Rio de Janeiro - Brasil
3129 textos (79576 leituras)
2 e-livros (393 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 08/12/16 18:24)
R J Cardoso