Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

POETA FINGIDOR




Se fingir é preciso
Poeta não quero ser
Como ando a poetar
A verdades quero dizer

A vida é um rio
O poeta por ela vai
Embrenhando terra a dentro
O que lhe vem para contar

Sonha muito o poeta
Chora o coração a falar
Quem me dera eu fingisse
Já não me viam a chorar!

Por um não ao coração,
Vem um sim a emoção.
Sua  sina de escrever
Tão somente sem querer enganar.

Quem engana finge sempre,
Ser quem não é a falar.
Dos sonhos ou quimeras,
Vai o poeta EM sua vida dar.

Em versos um alento
Cantando ou contando um lamento
Que mais parece um sofrimento
È um grito perfeito!...

De dor, amor ou sentimentos!
Mas sem nenhum fingimento!

Denise Figueiredo
Enviado por Denise Figueiredo em 18/08/2006
Código do texto: T219786

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (cite e o nome do autor e o link para a obra original). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Denise Figueiredo
Rio de Janeiro - Rio de Janeiro - Brasil, 67 anos
313 textos (14438 leituras)
16 áudios (2928 audições)
5 e-livros (193 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 03/12/16 00:41)
Denise Figueiredo