Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Lagrima

A lagrima que corre solta
Na sua face rubra
Encontra como parada
Seu seio branco

A lagrima da solidão
Como diz o nome
É sólida e precisa ser quebrada
Estilhaçada e transformada em gotas
Para poder ser sorvida pelo mundo

Seu corpo claro e mágico
Não concebe o toque
Se tocado se dissipa
Como a lagrima enxugada

A lagrima rola na sua face
Rubra e cálida
Me diz que devo nela penetrar
E ser o sal
Fabio Damico
Enviado por Fabio Damico em 19/08/2006
Código do texto: T220036
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Fabio Damico
São Bernardo do Campo - São Paulo - Brasil, 55 anos
120 textos (1502 leituras)
2 e-livros (59 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 09/12/16 19:22)
Fabio Damico