Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Sonhos



os meus sonhos são banais:

uma queda fulgurante,

um voo sublime sobre a planíce virgem

ou a finalização da reticência de um poema

ou sempre um prolongar de uma acção vista na acção do dia experimentado

tudo porque sou a pedra,

o monte imóvel ao vento,

mirante da acção externa.


e Deus faz concluír....

à noite, na cobardia do meu sono


os inocentes nascem do sonho...

Constantino Mendes Alves
Enviado por Constantino Mendes Alves em 19/08/2006
Código do texto: T220097
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Constantino Mendes Alves
Portugal
324 textos (3787 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 02/12/16 18:20)
Constantino Mendes Alves