Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Abri a janela para tomar esse ar...

Abri a janela para tomar esse ar
Vindo pela direita do casario
Assim como você que se aproxima
Descalça em volteios pela varanda
Aproxima-se com um riso maroto
Um farto cacho de uvas
Num deleite de saia rodada
Combinando com uma blusa branca
Mostrando seus ombros alvos
Aguçando mais os meus desejos
Da grande janela toquei teus seios
Com um doce beijo quente
A pele a arrepiar num átimo
Sua mão a carinhar o peito desnudo
Te tomei no colo rápido
E rodamos até parar sobre a vasta cama
Desnudei todos os teus segredos
E invadi todos os teus desejos
Me fartei em teus lábios entumescidos
Até arrancar os mais fundos gozos
E quando buscavas algum fôlego
Varei tuas entranhas com todo o vigor
Num forte jorro de meu teso
Aninhados, com tantos beijos
Trocamos infindas carícias até o por do Sol!

Perdemos até a hora da próxima refeição!

Peixão89
Peixão
Enviado por Peixão em 04/06/2005
Código do texto: T22107
Classificação de conteúdo: seguro
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Peixão
Santo André - São Paulo - Brasil, 57 anos
3231 textos (120251 leituras)
1 e-livros (241 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 06/12/16 06:09)
Peixão