Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

"NA IMENSA IMENSIDÃO DO NADA..."




Na imensa imensidão do Nada,
minha alma esvoaça
e brinca de esconde-esconde…
Por vezes, por mim perpassa,
mas logo me deixa desanimada
escondendo-se não sei onde…

Na imensa imensidão do Nada
é onde estou e me sinto
sem desejo, sem amor, sem sonho…
É aí que me ressinto
do vazio de minh’alma emanada,
vazio que sofro mas não exponho…

Na imensa imensidão do Nada
que se me embrenha em cada poro,
chego a julgar-me acompanhada
e já não me defendo…nem choro!

Na imensa imensidão do Nada
deste mar vazio em que me afogo,
desta fogueira tão viva e ateada,
onde me queimo sem que haja fogo,

estou sou eu e minh’alma fugidia
que de mim se aparta em cada dia!...


HELENA BANDEIRA
Enviado por HELENA BANDEIRA em 20/08/2006
Código do texto: T221155
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
HELENA BANDEIRA
Portugal
397 textos (11666 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 11/12/16 06:37)
HELENA BANDEIRA