Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Sua ausência me atiça

Quando não posso vir até você

Há em mim enorme ansiedade

Porque me aperta, súbita saudade

E não há nada que eu possa fazer


Assumo minha quase dependência

Pois você, é vertente de esplendor

Perdoe-me se soa com irreverência

A veemência de meu dissabor


Ao lidar com a distância

Tenho o impulso de correr aqui

E só o pensar, já me leva a sorrir


Então, suavemente, em meu pensamento

Desaparece, por encanto, todo espaço

Cabendo entre nós, um terno abraço.




Priscila de Loureiro Coelho
Consultora de Desenvolvimento de Pessoas
Priscila de Loureiro Coelho
Enviado por Priscila de Loureiro Coelho em 04/06/2005
Código do texto: T22123
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Priscila de Loureiro Coelho
Jacareí - São Paulo - Brasil, 65 anos
1286 textos (215236 leituras)
1 e-livros (148 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 10/12/16 07:10)
Priscila de Loureiro Coelho