Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

SOU DO SUR, TCHÊ

Carne No Fogo De Chão

Chaleira Vasia

Fim Do Mate, Meu Chimarrão

Arreio O Punga, Tomo Um Trago

Troteio Pelo Campo, Pelos Pago


Vou Na Busca De Uma Chinoca

Para Trazer Na Minha Palhoça

Sei Lá Se A Guria Tá Fim

Vou Entrando , Cavalo Masca Capim


No Arreio Ou Na Garupa

Levo Essa Prenda Pra Mim.

O Pai É Afamado Bagual

Diz Que Mata Coisa E Tal


Sigo Minha Sina Até O Fim.

Atropelo O Destino

Asumo Meu Papel

Sou Muito Dos Macho


Caso Erro, Saio No Tropel

Canto Forte, Não Desafino

Laço É Forte Abraço

Fandango Sem Gaita

É Bobeira De Cangaço


É Chimarrão De Taipa

Pra Ela Tiro O Chapéu

Cumprimento Educado

Convido Pra Morá Comigo


Se Sopra O Minuano

Não Aperreio E Nem Me Engano

Por Este Mundo Danado

Buscar Merecido Abrigo

Nos Braços Da Prenda


Em Noites De Lua

Me Achego Feliz

A Sorte Eu Fiz

Sou Do Sur


Sou Das Missões

Bagual Aqui

Nem Os Patrões

Só Mesmo Um Facão Guarani
GDaun
Enviado por GDaun em 21/08/2006
Reeditado em 02/09/2006
Código do texto: T221517

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (cite o nome do autor e o link para obra original). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
GDaun
Lupércio - São Paulo - Brasil, 72 anos
653 textos (43011 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 08/12/16 16:42)
GDaun