Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Visão Fugaz

Uma folha de papel em branco
Está ali, sobre a mesa.
Num gesto lento, aproxima
u'a mão suavemente.
Não há nada escrito
que se possa perceber.
A vista nada distingue,
apenas a pureza do branco,
o nada, a observar.


Mas existe algo, é só pensar:
imagens em movimento,
um rosto amigo a sorrir...
o olhar tão terno...
é um convite à paz.
Os lábios num "ritus"
de quem deseja beijar.


Ternamente os dedos
deslizam sobre o papel.
A mão trêmula, quase feliz,
toca os olhos, a boca, o rosto
daquela imagem etérea.
Um calor ameno infunde
todo o ser que se aquece
num sentimento amoroso.


Um envolvimento sutil
apossa-se de tudo
numa opressão de alegria de doer o coração.


Mãos invisíveis emergem
do papel em branco,
da imagem visionária,
buscando avidamente
a outra mão que lhes tocara.


Uma leve pressão de dedos
entrelaçados, num contato morno,
traz ao coração um desejo,
um desejo enorme de amar!


Lembranças se misturam,
funde-se o real com o ilusório...
Felicidade por um momento!...


...............................


Nada mais que um sonho,
o papel continua em branco,
São imagens do pensamento!...
Zilda
Enviado por Zilda em 21/08/2006
Reeditado em 06/05/2008
Código do texto: T221526
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Zilda
Brumado - Bahia - Brasil, 93 anos
52 textos (10064 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 05/12/16 12:46)
Zilda