Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Don Costa

Em cada parte um canto oculto
mundo adulto ou infantil.
Máquina, livro, luminária,
cortinas, garrafas, gradil.

Retratos, histórias e malas
e nelas o que será que há?
Recortes de vida, espaços,
entre-vidas, lumiar?

Luz no canto, canto, encanto
com músicas para ouvir ver e encantar.
Visgo que cola como a cera na garrafa.
Garrafas cheias de histórias pra contar.

Flores secas
com vida e cor.
Máquina que costura, remenda...
da a forma da flor.

As cores corpulentas
que se podem encontrar
são cores amarelas e vermelhas,
são cores que se pode tocar.

Em todo o canto um jeito
com jeito de quem quer arrasar.
jeito de velho e menino,
pra marcar e fazer voltar.

Tudo mostra um toque especial
e de repente espacial e intimista.
Balcão, escada, acessórios...
em todo o canto há conquista!

Conquista de um espaço,de um tempo...
mas aqui só de passagem.
Me sinto com a forma do vento
Tô no meio da viagem!!!

Simone Carneiro
Enviado por Simone Carneiro em 21/08/2006
Reeditado em 13/09/2006
Código do texto: T221723

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (cite o nome do autor e o link para a obra original). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Simone Carneiro
Niterói - Rio de Janeiro - Brasil, 48 anos
161 textos (8342 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 04/12/16 02:04)
Simone Carneiro