Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Liberdade poética

Eu preciso da liberdade, aceitar a existência!
Eu preciso da diferença no amor, da amizade um favor!
Eu preciso do compromisso da eucaristia, eu preciso ser belo um dia.
Eu preciso participar, falar Tête-à-tête com as pessoas
Desnudar o troféu do aforismo hermético
Eu preciso do precipício, meio e fim da escuridão...
Para conseguir voar nas asas da sabedoria, eu preciso da ilusão
Para compreender melhor o amor, colher o necta da flor...
Eu preciso da força produtiva da juventude para viver da razão.

Eu preciso ser livre para pensar, dar um basta ao incômodo...
Sentir o olhar da fome na boca do pobre miserável
Estilhaçar preconceitos, por abaixo paredões desconhecidos...
Eu preciso odiar às presas e o lançamento criterioso do homem
Contra o cabresto do sossego na tromba do vocábulo perfeito
Negativar à pretensão subserviente e serva dos seres
Dos príncipes das Trevas, divindade e semideuses falecidos
Eu preciso eliminá-los, eu preciso e pretendo rasgar...
Das pessoas o compassivo episódio que as disfarça.

Eu preciso extinguir-me sobre este antigo corpo
Eu preciso do fruto do girassol, da fina flor...
Da chuva, da poeira da flor nas asas do beija-flor...
Do amor que é louvor na face da Terra
Eu preciso, além disso, que me tragas nos lábios
A lembrança, o moleque, a cedro-rosa dos cordatos...
Eu preciso da existência imediatamente, de súbito, aqui
E agora expelindo bem longe a abominável repressão
Contra a transparência enviesada do pânico que tormenta
R J Cardoso
Enviado por R J Cardoso em 22/08/2006
Reeditado em 23/08/2006
Código do texto: T222269
Classificação de conteúdo: seguro
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
R J Cardoso
Rio de Janeiro - Rio de Janeiro - Brasil
3128 textos (79557 leituras)
2 e-livros (393 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 05/12/16 12:54)
R J Cardoso